A tomografia computadorizada por emissão de pósitrons (PET-CT) foi incorporada ao Sistema Único de Saúde (SUS) para pessoas com câncer de pulmão de células pequenas (CPCP). O procedimento teve sua ampliação de uso aprovada, sendo indicada para compor a investigação do estadiamento da doença. A PET-CT já era disponível para pacientes com câncer de pulmão de células não pequenas. 

Na avaliação de tecnologias em saúde apresentada no relatório de recomendação, a PET-CT contribuiu para reclassificação do estadiamento de 10 a 47% dos casos avaliados, com direcionamento para mudança da conduta terapêutica. 

O câncer de pulmão de células pequenas é uma doença com rápida progressão, com crescimento acelerado de células e surgimento precoce de metástases. Atualmente, no SUS, o diagnóstico do CPCP é realizado por meio da avaliação de sinais e sintomas, exames radiológicos e exames histopatológicos ou citológicos. 

Saiba mais: