O Infográfico sobre o panorama atual da judicialização da saúde no Brasil foi elaborado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e outras instituições. O advogado Renato Assis, especialista em direito médico foi o responsável pelo levantamento dos dados. O objetivo foi trazer informações com dados atualizados para mensuração e prevenção de riscos para os médicos e gestores do setor da saúde.

A pesquisa destaca um aumento de 302% nos processos éticos em saúde entre 2001 e 2011. Atualmente, há 573.750 processos em andamento para um total de 562.206 médicos distribuídos no país, demonstrando média de 1,02 processos por médico. 

O estado de São Paulo apresenta o maior número de processos (133.500), e a especialidade médica ginecologia e obstetrícia é a que concentra mais processos no Supremo Tribunal de Justiça (42,60% dos processos em saúde). Entre as principais temáticas dos processos estão conduta ético-profissional, negligência, imperícia e imprudência, entre outras.

Para mais informações acesse a notícia no website do CFM: https://www.apm.org.br/ultimas-noticias/infografico-apresenta-panoramas-da-judicializacao-da-saude-e-da-medicina-no-brasil/ 

O infográfico pode ser solicitado gratuitamente por meio do link: https://renatoassis.com.br/infografico-2024-judicializacao-da-saude-a-da-medicina-no-brasil/