O Parecer Técnico-Científico (PTC) sobre a eficácia, efetividade e segurança dos derivados da cannabis e seus análogos sintéticos para o tratamento de pessoas com epilepsia refratária está disponível no sistema e-natjus.

No PTC foram incluídos sete ensaios clínicos randomizados que avaliaram o uso do canabidiol ou canabidivarina como terapia adjuvante ao tratamento farmacológico convencional, para o tratamento de crianças, adolescentes ou adultos com epilepsia refratária, incluindo Síndrome de Dravet, Síndrome de Lennox-Gastaut e epilepsia focal.

Os resultados mostraram que o uso adjuvante do canabidiol provavelmente apresenta redução das crises convulsivas em indivíduos com epilepsia refratária. Porém, a maioria das doses e esquemas de tratamento analisados parecem aumentar a incidência de eventos adversos graves e de quaisquer eventos adversos. Além disso, há incertezas quanto o efeito dos análogos de cannabis e derivados com relação à gravidade das convulsões, função cognitiva e saúde mental.

Para leitura do PTC na íntegra, acesse o link Cannabis para epilepsia refratária ou por meio do sistema e-natjus.